Acesse o novo WebMail Fetrafi-RS
WebMail Fetrafi-RS
   Início        A Fetrafi-RS         Diretoria         Estrutura         Sindicatos         Sistemas Fetrafi-RS    
Porto Alegre, 08\08\2020
Últimas Notícias
Funcionários e funcionárias do Banco do Brasil do RS definem propostas para 31º Congresso Nacional
Compartilhe esta notícia no Twetter
Envie esta notícia por E-Mail
Movimento Sindical | 07/07/2020 | 17:07:27
Funcionários e funcionárias do Banco do Brasil do RS definem propostas para 31º Congresso Nacional
Durante Encontro Estadual, delegados(as) propõem renovação de acordo e medidas de proteção à vida no contexto da pandemia
 
 

Ocorreu no último sábado, 4 de julho, o 22º Encontro Estadual dos Funcionários do Banco do Brasil, no qual foram definidas as propostas que serão levadas ao Congresso Nacional do BB, nos dias 10, 11 e 12 de julho. O evento foi realizado de forma vitual, por meio da ferramenta Zoom e teve 211 inscritos, sendo 116 delegadas e 95 delegados.


A plenária decidiu concentrar atenções na manutenção da mesa única e na defesa do Banco do Brasil público, renovando a minuta de reinvidicações aprovada no 30º CNFBB. Entretanto, com a nova realidade imposta pela pandemia de Covid-19, os delegados e as delegadas propuseram os seguintes acréscimos:

  • Implementar estratégia de testagem que abranja todos os funcionários e que sirvam para confirmar casos suspeitos para isolamento; monitorar casos assintomáticos e subsidiar com informações sobre comportamento da epidemia para os especialistas da saúde. Realizar testes em todos os funcionários (verificar qual teste e qual a frequência). Em caso de positivação, afastar para quarentena, encaminhar ao serviço médico e acompanhar a evolução da infecção. Rastrear todos que tiveram contato com o infectado e colocá-los em isolamento social. Nos casos em que o teste foi negativo, deixar claro que não significa que não esteja infectado, devendo manter as medidas preventivas e tendo qualquer sintoma deve ser afastado, procurar médico e realizar nova testagem dentro da temporalidade recomendada pelo especialista.

  • O BB deve afastar imediatamente dos trabalhadores (incluindo prestadores de serviço terceirizados) das atividades presenciais, por 14 dias, os casos confirmados, casos suspeitos e contatantes de casos confirmados da COVID-19. A remuneração deve ser mantida durante afastamento. Para o caso de confirmação, suspeita ou contatante de COVID-19, devem serem adotadas as seguintes medidas:

 

1. afastar imediatamente o empregado, conscientizando-o sobre a necessidade de buscar isolamento e acompanhamento médico, conforme informações amplamente divulgadas pelo Ministério da Saúde;

2. informar a equipe de trabalho do fato (confirmação através de exame) ou suspeição (no caso de atestado), de forma serena e respeitosa, conforme descrito a seguir: adoção do protocolo de quarentena de 14 dias corridos para os empregados da Unidade, podendo retornar ao trabalho presencial após esse período se não apresentarem sintomas; realizar testes em funcionários, conforme critérios técnicos definidos; acompanhar os demais empregados para verificar se não apresentam sintomas. Caso algum empregado venha a sentir sintomas, deve ser encaminhado para o serviço médico, reportando ao seu Gestor sobre o resultado da consulta;

3. Fechar a unidade e realizar a higienização

bb-redim

Além disso, os funcionários e as funcionárias do BB do Rio Grande do Sul devem levar para o Congresso Nacional, as seguintes propostas:

  • Garantia de VPN para mães com filhos em idade escolar;
  • Garantia da possibilidade de trabalho remoto ao grupo de risco e de coabitantes com grupo de risco;
  •  Unificação dos procedimentos durante a pandemia (evitando "critérios de gestores”);
  • Rodízio dos colegas que estão nas dependências evitando a exposição;
  • Manutenção salarial dos funcionários e funcionárias que sejam afetados por Reestruturações devido à pandemia;
  • Garantir que não sejam descontadas do salário as horas negativas do funcionário/a que não consiga repô-las;
  • Prorrogação das garantias do nosso acordo coletivo de trabalho por mais um ano;
  • Defesa da jornada de 6 horas. Além disso, devemos nos somar a luta da redução de jornada das demais categorias, com a finalidade de ampliar as vagas de empregos;
  • Defesa da Cassi, em especial durante a pandemia. Devemos cobrar que os custos com testagem para Covid-19 sejam repassados ao Banco do Brasil, assim como o tratamento de colegas que estão na linha de frente das agências;
  • Suspender a limitação de consultas psicológicas e psiquiátricas durante pandemia;
  • Extinguir coparticipação para profissionais de saúde mental;
  • Retorno de todos os medicamentos ao Programa de Assistência Farmacêutica da Cassi (reinclusão na LIMACA);
  • Impedir o atendimento bancário na SAA, contratando pessoal especializado para triagem durante a pandemia;
  • Melhoria do atendimento telefônico;
  • Para fins de GDP, o Banco deve flexibilizar, nos períodos de ausência programada, o atingimento da meta mensal, já que a média semestral tem que ser atingida.

Proposta de Calendário de Luta

Para os delegados e delegadas do Encontro Estadual, a Campanha Nacional dos(as) Funcionários(as) do BB deste ano deve destacar a importância dos bancos públicos. "Eles são os primeiros veículos de desenvolvimento dos programas sociais, bem como estimuladores da retomada do crédito e do desenvolvimento, tal qual ocorreu na crise econômica de 2008. Diante do cenário da Covid-19, o Banco do Brasil público terá, mais uma vez, um papel fundamental de monetizar a economia sem maiores impactos inflacionários, no incentivo à retomada de investimentos e no apoio às micro e pequenas empresas e aos pequenos agricultores, impulsionando as demais instituições a seguirem a mesma estratégia para não perderem participação no mercado financeiro. Para que isso aconteça, cabe à categoria bancária e aos sindicatos da classe, o papel de alertar a sociedade dos riscos envolvidos na privatização destes bancos e lutar para proteger os empregos e direitos dos trabalhadores e trabalhadoras deste setor”, diz a proposta que será levada ao 31º CNFBB.

 

wagner

PREVI

Antes das deliberações, o conselheiro da Previ Wagner Nascimento (foto) falou sobre a situação do Fundo de Pensão, que, segundo ele, é muito sólido. Ele também deu dicas de investimentos e reforçou a importância da mobilização para as eleições da Previ, que ocorrem até o dia 27 de julho.Nascimento é candidato a presidente de Seguridade na Chapa 1, apoiada pela Fetrafi-RS.

 
 
Conteúdo    
 
 
 
Movimento Sindical | 24/07/2020
Novas tecnologias e mobilização em rede são temas de Seminário de Comunicação da Fetrafi-RS
Evento ocorre no próximo dia 30, pela plataforma Zoom, e reunirá especialistas em comunicação digital, dirigentes e assessores dos sindicatos
Movimento Sindical | 19/07/2020
Bancários aprovam minuta de reivindicações
Bancários vão reivindicar reajuste de 5% de aumento real (inflação + 5%); também aprovaram a inclusão de uma cláusula na minuta para regular o teletrabalho
 
 
  Serviços
Acordos e Convenções
Enquetes
Conquistas
Acesso Restrito Interno à Fetrafi-RS
Informativos da Fetrafi/RS
Minutas de Reivindicações
Notas Jurídicas
Ações Trabalhistas Fetrafi/RS
Moções aprovadas em eventos
 
 
Federação dos Trabalhadores e Trabalhadoras em Instituições Financeiras RS
Rua Cel. Fernando Machado nº 820
CEP 90010-320 - Bairro Centro Histórico - Porto Alegre, RS
Fone: (51) 3224-2000 | Fax (51) 3224-6706

Copyright © 2010 Fetrafi. Todos os direitos reservados.
 
Desenvolvimento IDEIAMAIS - Agregando Valor