Acesse o novo WebMail Fetrafi-RS
WebMail Fetrafi-RS
   Início        A Fetrafi-RS         Diretoria         Estrutura         Sindicatos         Sistemas Fetrafi-RS    
Porto Alegre, 15\12\2019
Últimas Notícias
O Banrisul e o pensamento privatista
Compartilhe esta notícia no Twetter
Envie esta notícia por E-Mail
Bancos | 27/05/2019 | 17:05:23
O Banrisul e o pensamento privatista
Em artigo, diretor da Fetrafi-RS propõe rejeição da indicação para diretoria do Banco
 
 
Carlos Augusto Oliveira Rocha (*)

Esta é a quarta semana que a Assembleia Legislativa terá na Ordem do Dia a votação do PDL 1/2019, que aprova a indicação do carioca Cláudio Coutinho Mendes para a presidência do Banrisul, além de Osvaldo Lobo Pires, Raquel Santos Carneiro, Marcos Vinícius Staffen, Claise Müller Rauber e Fernando Postal para os cargos de diretoria do Banco. A apreciação da matéria vem sendo adiada pelos deputados que retiraram o quorum por três sessões consecutivas.
O principal motivo para adiar a votação, segundo deputados da oposição e até mesmo da base de governo é a informação propagada na mídia de que o salário do presidente poderá chegar a mais de R$ 120 mil, que se equipara aos salários dos bancos privados, que têm lucros imensamente maiores em valores absolutos e relativos. Sobre esse fato, a Fetrafi-RS chegou a enviar carta ao governador e ao secretário da Fazenda, questionando o valor e não obteve resposta.

É importante dizer que quando votarem os nomes, os deputados estarão ratificando também os salários definidos para o presidente e seus diretores. E o restante do quadro de funcionários, terá um impulso dos seus salários também? É outro questionamento necessário, uma vez que o último reajuste não ultrapassou 5%. Por isso, a Fetrafi vem reforçando e ressalta mais uma vez o pedido para que os deputados rejeitem o PDL. E este, aliás, não é o único motivo para os parlamentares ainda não terem decidido a respeito da indicação.

Pressionado durante a campanha eleitoral, vale lembrar, o governador Eduardo Leite garantiu que não venderia o Banrisul. Entretanto, convidou um administrador de perfil privatista para presidir o banco dos gaúchos. Coutinho diz que não vai vender o Banco, mas vai substituir sua atuação por uma totalmente privada, isso se reflete no fechamento de agências com baixo lucro em pequenos municípios, exclusão de correntistas e poupadores, aumento de taxas e tarifas e a promoção de juros mais altos.

O estado não pode ter um banco público-privado, no qual a maior parte das ações seja de controle público, mas as relações sejam privadas. Ao tomar essa atitude, o governo, maior acionista do Banrisul, retira o patrimônio da mão dos gaúchos e do seu papel social, o que o diferencia frente aos grandes bancos privados.

Aos deputados, lembraremos mais uma vez: rejeitar essa indicação, da maneira como veio, é respeitar as demais carreiras dos servidores massacrados pelo congelamento e atraso de salários, é respeitar o povo gaúcho e cobrar do governador a palavra empenhada.

(*) Diretor de Formação da Fetrafi-RS e funcionário do Banrisul
 
Publicado originalmente no Sul21

 
 
Conteúdo    
 
 
 
Bancos | 05/12/2019
Servidores defendem Banrisul, Corsan e Procergs em audiência pública
Deputados e trabalhadores debateram estratégias para barrar PEC 280, que retira plebiscito da Constituição
Bancos | 19/11/2019
Lançada campanha #ACaixaÉTodaSua em Porto Alegre
Ato ocorreu nesta terça-feira e reuniu dezenas de entidades e funcionários da Caixa
 
 
  Serviços
Acordos e Convenções
Enquetes
Conquistas
Acesso Restrito Interno à Fetrafi-RS
Informativos da Fetrafi/RS
Minutas de Reivindicações
Notas Jurídicas
Ações Trabalhistas Fetrafi/RS
Moções aprovadas em eventos
 
 
Federação dos Trabalhadores e Trabalhadoras em Instituições Financeiras RS
Rua Cel. Fernando Machado nº 820
CEP 90010-320 - Bairro Centro Histórico - Porto Alegre, RS
Fone: (51) 3224-2000 | Fax (51) 3224-6706

Copyright © 2010 Fetrafi. Todos os direitos reservados.
 
Desenvolvimento IDEIAMAIS - Agregando Valor